21 dezembro 2012

Resenha: Adeus,China

Adeus,China- O Último Bailarino de Mao- Li Cunxin
Editora:Fundamento
400 Páginas
Link do Skoob
Sinopse:Em um vilarejo desesperadamente pobre do nordeste da China, um jovem camponês está sentado em sua velha e frágil carteira escolar, mais interessado nos pássaros lá fora do que no Livro Vermelho de Mao e nas nobres palavras nele contidas. Naquele dia, porém, homens estranhos chegam à escola - os delegados culturais de madame Mao. Estão à procura de jovens camponeses que, depois de receberem a formação necessária, possam tornar-se os fiéis guardiães da grande visão de Mao para a China. O garoto observa um dos colegas ser escolhido e levado para fora da sala. A professora hesita. Deve ou não deve? Quase desiste. Mas, afinal, no último momento, toca no ombro do oficial e aponta o garoto miúdo. "Que tal aquele?", ela pergunta. Em um único momento, a possibilidade mais remota mudou de modo indescritível o curso da vida de um garoto. Ele faria parte de algumas das maiores companhias de balé do mundo. Um dia seria amigo do presidente e da primeira-dama, de astros do cinema e das pessoas mais influentes dos Estados Unidos. Seria uma estrela: o último bailarino de Mao, o queridinho do ocidente. Esta é a história de Li Cunxin - uma narrativa que poderia ter desaparecido, como as vidas de outros milhões de camponeses, em meio à revolução e ao caos. É uma história de coragem, de amor de mãe e do anseio por liberdade de um jovem. O relato belo e precioso de uma vida inspiradora contado com honestidade.
   Li Cunxin é sexto de sete irmãos.Ele vive sua infância na época pós Revolução Cultural Chinesa,numa vila em Qingdao .A China era governada pelo ditador Mao, e executava-se uma doutrina tipica de ditadura : as crianças aprendiam a amar o chefe Mao,e qualquer sinal de anticomunismo era exterminado.O governo decidia o que os camponeses plantavam,onde eles moravam e sobre o que podiam ou não conversar. Mao usava a arte como propaganda de seu governo. Cunxin é escolhido para estudar na escola de bale de Madame Mao e  a partir daí,sua vida muda completamente.O jovem camponês se muda para Pequim,e encontra uma realidade totalmente diferente: comida farta,uma cama por pessoa,chuveiro.
   O livro é todo em primeira pessoa,escrito pelo próprio Li Cunxin. Não sei se o que me impressionou mais foi a história da vida de Cunxin,ou a história da China.Cunxin e sua família tinham uma vida muito simples,a comida nem sempre era suficiente para todos e eles,assim como os outros moradores da comuna,viviam em situação precária. Cunxin vence na vida de maneira extraordinária..Sem nunca se esquecer de sua família e de seus valores.
   Eu sou contra ditadura obvio, mas a forma que os ditadores apresentam seus governos,fazendo as pessoas acreditarem que o melhor a fazer é seguir e idolatrar esse sistema,me interessa muito.A propaganda e o marketing usados nas campanhas são incríveis. Fiquei chocada,quando li sobre a forma que a China lidava com o mundo exterior.Os chineses pouco sabia da vida fora da China.Não liam nem ouviam noticias. E o governo inventava mentiras e fazia o povo acreditar.Os chineses consideravam a China o pais mais rico e prospero do mundo,e acreditavam que os outros,principalmente os EUA,eram países pobres e de condição de vida precária.
   Adeus,China nos passa lições surpreendentes,tanto sobre a vida como sobre a história.É um livro que todos deveriam ler.
Nota:
História: 5/5
Capa: 3/5
   Espero que gostem da resenha,beijos =)
   

6 comentários:

Louise Mello disse...

Olá,
Nossa,logo que vi a capa pensei '' não parece tão bom,mas vamos lá ler..'' =x e bem bacana o livro parece,uma temática bem legal..
Parabéns pela resenha e obrigada pela dica :)
Beijo
http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

Brenda Andrade disse...

Louise,é verdade,quando vi a capa não dei nada pelo livro,mas me surpreendi.
Obrigada,beijos =)

Flavia disse...

Nao conhecia o livro, e pela capa parece ser bem sem graça. Mas engana, né? hehehe
Adorei a resenha e fiquei curiosa pra ler!

Bjokas
Flavia - Livros e Chocolate

Juliana Severo disse...

Oi Brenda! Feliz 2013 :D
Imagino que Adeus, China deve ser realmente uma daquelas histórias que te pegam de jeito e te fazem refletir sobre diversos aspectos do mundo. Gostei da sinopse e vi que ninguém gostou muito da capa, eu também não! É um pouco sem graça, rs.
Vou procurar mais sobre o livro.
Beijos, Ju - Céu de Letras

Brenda Andrade disse...

Flavia,muito obrigada! Engana mesmo! Hahah Que bom que você gostou!
Beijos :-)

Brenda Andrade disse...

Juliana,muiyo obrigada,desejo o mesmo pra vc!
O livro é assim mesmo! Nos faz refletir,além de ser uma leitura maravilhosa.Apesar da capa hahah
Obrigada pela visita!
Beijos

Postar um comentário

Comente e me faça feliz ! Se tiver um blog,deixe o link que visitarei com muito prazer ! Obrigada =)